4 de jul de 2017

NÃO VOU MAIS

não vou
mais
a lugar
algum

não quero mais
abraços
despedaçados
e beijos
ocos
e sem sabor

não quero
mais desejos fúteis
e um amor
de instantes

não vou
mais
me arriscar a caminhar
os mesmos
passos
e andar
de novo pelos mesmos
caminhos

não vou
mais
quero ficar
onde estou
onde escolhi estar