4 de jul de 2017

ESFINGE

tu
és
esfinge quebrada
aquela
imagem
se idealiza
num momento
de insanidade
desejo
que vem e morre

tu
és
momento que passa
nada de ti
fica
apenas
fragmentos
deste sonho
que se desfaz

tu
és
delírio
estado de torpor
embriaguez
batalha que não se luta
guerra desnecessária

tu
és
nuvem
num dia de sol
a despedida
o regresso
o adeus