6 de jun de 2017

VOAR EU SEMPRE SOUBE

estou
bem

depois
do teu temporal
estou bem

ninguém
se atira
no mar
sem saber nadar

eu
me atirei

confiei
nas tuas mãos frias
e sozinho
aprendi a nadar

estou bem
depois
de tuas ilusões
e de tuas promessas
vazias

ninguém
se atira em precipícios
sem saber
voar

e voar
eu sempre soube
eras
exatamente
o que tu
não sabias de mim