14 de jun de 2017

NÃO SINTO MAIS NADA

não
te escrevo mais
não
falo mais
de sentimentos
de amores
das paixões todas
deste meu eu

escrevo
agora
sobre as pedras
imóveis

sobre os cacos
jogados
no lixo

e no lixo
ali jogado
no lixo

não escrevo mais
não falo
mais destas dores
do sentir
não quero sentir mais nada

escreverei
sobre as sombras
de um dia sem sol
e deixarei
ali
sepultado a beira do caminho
tudo aquilo
que um dia senti