5 de jun de 2017

MEU MAR

nas minhas
tantas
noites
de insônia

vou
roubar
pra mim
teu corpo

me apossar
de teus sentidos
dos teus sonhos

serei
na inércia
do silêncio
tua sombra

e farei de ti
nas minhas tantas
noites de insônia
meu mar
meu refúgio
meu sepulcro