28 de jun de 2017

JARDIM VAZIO

gosto
mais
do teu silêncio

gosto
mais
do meu barulho

gosto
das noites
que não terminam

madrugadas
frias
e a cama entre nossos sonhos

gosto
mais
do cigarro aceso
no cinzeiro

e no teu hálito
o cheiro
podre das palavras
não ditas

gosto
das tuas cinzas
dos nossos livros
e do nosso agora
jardim vazio