28 de jun de 2017

JÁ NÃO INSISTO

tu
és
rua sem saída

não
insisto
mais naquilo
que não quero

não posso
dizer
sim
a tudo aquilo
que já vivi
e renunciei

quero
apenas ficar
do alto de mim
contemplando
a natureza morta
dos dias que virão

tu
és abismo
e eu
estou cansado
de bater
minhas asas em vão

então eu fico
onde estou

não insisto
naquilo
que não quero mais