9 de jun de 2017

ESCURO


ficarei
em silêncio

deixarei
que a vela
se apague
nas tua própria
cera

ficarei
entre
minhas memórias
e lembranças

não
dá mais
para brincar
de menino assustado

a vida
me ensinou
a crescer

depois
que a vela
se apagou
e o escuro
se fez

foi
nele
que me vi
refletido

ficarei
em silêncio
sem fósforos
sem velas

sem mais
poder brincar de ser criança.