19 de mai de 2017

BASTAVA

sempre
brinquei
de inventar paixões
inventar amores
inventar romances

sempre
fui um carente convicto

bastava
um sorriso
e eu amava
como ninguém

sempre fui
assim
um tolo
um amante incorrigível