29 de jan de 2017

TEU CORPO

eu quero
sim
inspirar-me
no teu corpo
fazer dele
meu papel
e rabiscar
poesias

eu quero
sim
desejar
ainda que por um
instante
que sejamos um

perdidos
neste caminho
de desejos latentes
sem pressa
sem horas
sem nenhuma fobia

eu quero
escrever
com o suor
que escorre do teu corpo
e deixar
que cada verso
aconteça
assim
em cada breve suspirar

até
que não haja nada mais
de nós

nossos instantes
de desejos
e pecados.