21 de jan de 2017

AVESSO

não quero me
refestelar
em teu corpo nu

quero
o que ninguém vê
teu interno
teu avesso
o inverso

teu corpo
saciará meu corpo
isso
é só desejo

quero
teus segredos
tuas mentiras
tuas noites de embriaguez
quero tuas guerras
tua estupidez

teu corpo
é pouco
desejo mais
ter-te por inteira
o que ninguém nunca viu
o que ninguém
jamais
te teve

quero
teu avesso
teu inverso
tua loucura
insensatez

tudo que é teu
que foge
a lógica
a incompreensão
que o amor
jamais conseguirá amar