3 de dez de 2016

EU TE QUERO

Eu
Te quero
De que jeito
Ainda não sei
Mas
Eu te quero
Eu te Quero
ver despertar
Depois
De noites
Em claro
Te quero
Ver
Envergonhada
E tímida
Enquanto vestes
O corpo
Papel de minhas poesias
Te quero
Sentir
Como a água que
Te banha
Te ver
Comer
Feito criança
Que se lambuza
Com o pote de sorvete
Te quero
Ver
Andar
Para que cada gesto
Teu sejam fontes
De inspiração
Te quero
Te fazer sonhar
Em meio aos caos
De cada dia
E se o amor
Acontecer
Ainda que te faça partir
Eu te quero apenas
Saber
Que segues
Enfim feliz...