1 de nov de 2016

VALENTINA

não sei muito
quase nada
que me importa
teus passos
teus caminhos
tuas estradas

quero
apenas
poemar
um poema aqui
uma poesia acolá
versos soltos
para embalar teus sonhos
não preciso saber
muito
o pouco me sacia
me aquieta
me faz poemar
e o amor
que há transborda
pelos teus passos
teus caminhos
tuas estradas