16 de nov de 2016

TÊ DUARTE

eu
também
tenho
urgências

sofro
de intensidade
constante
não gosto
de poeira
pelo canto
nem de sentir
e não falar nada
eu também
gosto
de palavras
de olhares
e carinhos
e do silêncio de um instante
a poesia
me dá amigos
apazigua
meus temores
me faz um pouco melhor
eu também
tenho urgências