18 de nov de 2016

OLIVIA ALENCAR

eu gosto
da sutileza
dos perfumes
eu
gosto
da leve
insinuação
de sentidos
eu
gosto
daquele gosto
amargo
do proibido
eu gosto
do pecado
do sentir
da essência
gosto
a profundezas
de todos os abismos
precipícios
gosto
de labirintos
aquela sensação
de se perder
e poder se achar