19 de nov de 2016

LUANA MARIS DONATO

tens
dias
que penso
demais
escrevo demais
corro demais
e vivo

tens
que
não quero nada
nem pensar
nem escrever
só ficar
de corpo largado
no chão
jogado
num canto qualquer
tem dias
de calor
tem dias
de tanto faz
se chover esfriar
resfriar
não quero nada
nem sons
nem nada
ficar apenas
sentado
em qualquer calçada