11 de nov de 2016

LILIANE ALVES

vire
e mexe
a gente se fala
vire
e mexe
por aqui
a gente se esbarra
somos
dos velhos
tempos
tempo
que a distância
era amena
vire
e mexe
eu paro
para olhar
essa mulher
que é sem rodeios
cheia de dengos
e chamegos
dona desta beleza morena
vire
e mexe
nos encontramos
perdidos por ai
pra falar de poesia
pra se encontrar nas estrelas
pra brincar
por um momento
com a felicidade
assim
derrepente
vira e mexe