13 de nov de 2016

LENA COSTA

eu
já andei
a esmo
pela vida

já pulei
muro
saltei de
pontes
pixei
muros
rabisquei paredes
amassei
papéis
e feri
corações
eu
também
já me feri
acreditando
em sorrisos
de rios vazios
e cai
em farsas
do coração que se
iludi
hoje
já não deixo
que meu coração fale
por mim

não ando
à esmo
já não me perco
já deixei
de amar
há tempos