19 de nov de 2016

LARISSA ROSA

não
desejo
mais
revoada
de borboletas

não
quero
mais
sensações
e calafrios
nada mais
de paixões
sem razão
nenhuma loucura
versos
jogados
não desejo
mais
nada que queime
nada que rasgue
nada que tire
os pés do chão
paixões
massacram
roubam a paz
roubam o chão