14 de nov de 2016

JUPIRA FARIAS

não
quero
ter receio
pra dizer
aquilo
que manda
dizer
meu coração

quero
sempre
a sutileza
e a leveza
das palavras
não
quero
ousadias
demasiadas
tenho
pânico
dessas palavras
quero
a doçura
quase
extinta
de tudo aquilo
que ainda
não foi dito