19 de nov de 2016

JOANA D ARC ELEOTÉRIO

não
gosto
das lágrimas
nem
do mal
estar
nem do
que termina
sem começar
não
gosto
do tempo
que corre
da vida
que vai
não gosto
do amor que morre
e da semente
que fica ali
sem germinar
não gosto
do fim
do que é bom
tantos nãos
em sins
perdidos
não gosto
do sabor
amargo do não
ainda que o não
esteja em tudo
o que finda
e em tudo que começa