14 de nov de 2016

IVONE SANTOS

o relógio
está
sem pilhas
na parede

os ponteiros
enterrados
naquela
mesmo hora
tenho a sensação
que o tempo
lá fora
não passa
tenho
a ilusão
que as horas
estão mortas
fora
de mim
tudo
se desfazendo
amores
morrendo
e eu ali
parado
olhando aquele
bendito
relógio parado
e suas horas mortas
lá fora
fora de mim
quem sucumbiu
fui eu