16 de nov de 2016

ILUZ SANTOS

estou
aqui
debruçado
sobre meu corpo
cansado

quero
seguir
dedilhando
essas palavras
acendendo
todas
as luzes
que estão apagadas
estou
aqui
pés descalços
e bebendo
água
esta sede
de vida
que não passa
essas poesias
tantas
que insistem
em escorrer
pelos meus dedos
ainda
que eu esteja
além de mim
sigo