11 de nov de 2016

EVELINE ARAUJO

aquela
flor
de algodão
bela
e rara
que não nasceu
entre tantas
outras flores de algodão
nasceu
no topo
perto do céu
bebe todos os dias
o brilho das estrelas
flor de algodão
flor rara
não nasceu pra ser colhida
nasceu para ser querida
adorada
pena
que alguns humanos
preferem flores rasas
sorte dos poetas
que como eu
que vivem eternamente
no mundo da lua