25 de nov de 2016

ESSA MULHER

um sim e eu largaria tudo agora...
deixaria minha bagunça arrumada e iria ao seu encontro,
ainda que as minhas frustrações superassem as minhas expectativas...
ainda que nada fosse de verdade...
ainda que eu estivesse novamente dopado... e
mbriagado de pelo simples desejo de estar...
apenas estar, sentir que era real... se era verdade...
deveria haver um porque...
em tudo há um porque...
por que sentir, por que querer, de onde vem o desejo, o pensamento...
 era minha alma gritando, querendo...
 eu negava sentir e quanto mais negava mais sentia a vontade... 
era pegar a chave do meu carro e sumir... 
era ela dizer sim e todas as possibilidades iriam surgir... 
eu queria que ela chamasse... 
queria que ela pedisse todas as poesias que
haviam em mim... 

 encheria cadernos...
queria olhá-la... apenas... 
saber que era era palpável... 
saber que eu não inventei esse alguém... 
essa mulher...