20 de nov de 2016

ELAINE VELASCO

o amor
é ópio
é o veneno
que nos
faz seguir
em frente
é
a droga
que nos mantêm
vivos
o amor
é prisão
sem grades
é rua sem saída
o que nos faz
perder
o sentido
a razão
e qualquer coerência
o amor
é o encanto
dos desiludidos
é certeza
é mar
é referência