7 de nov de 2016

DEBORA DAL OCA VANZEI

hoje
eu quero
me embriagar
de poesia
de saudades
de nostalgia

quero
dançar
com as estrelas
e fazer
amor com a lua
hoje
quero
o frio da madrugada
em meu corpo
a brisa
e o orvalho
quero estar só
e andar descalço
sem medo
que nada me fira
hoje
quero ser
o que nunca fui
amante de mim
poeta
ébrio