16 de nov de 2016

CYNTHIA COIMBRA

eu
sempre
posso
abraçar
sem tocar

posso amar
sem nunca ter visto
posso escrever
sem nunca ter sentido
daqui
vejo
o mundo
mesmo
sem ter saído
do lugar
tudo
é perto
demais
eu sempre
posso
abraçar
sem tocar
eis o dom da poesia
poder sentir
mesmo distante
daqui
ou de qualquer lugar