16 de nov de 2016

ANGELA MATTOS

rendo-me
ao
teu encanto
rendo-me
a tua
arte
minha insanidade
por momentos
encontra
a cura
pareço
sobrio
incapaz
de me perder
em meio ao caos
rendo-me
a tua luz
como espírito
imperfeito que sou
rendo-me
ao
teu sorriso
ao teu encanto
ao teu sol
tuas flores
tua vida
amanhã
eu sei
que tudo seguirá
como sempre
então
apenas me permita
escrever