10 de nov de 2016

AIMEE LOPEZ

deixei
a casa
sai
pela porta fechada
não levei
nada
deixei
ali tudo de mim
rastros
e pegadas
sai seguindo o vento
sai pela estrada
tão sinuosa
não trouxe
nada
deixei tudo como estava
a alma
encarcerada
e os gritos
presos na garganta
deixei
a casa
que era amarela
rabiscada
deixei
ali
tudo de mim
e parti
seguindo o vento
pela estrada que eu
mesmo já percorri