8 de nov de 2016

ADRIANA FREITAS

vou
indo
rumo
ao nada

desconheço
tudo
o que vejo
eu não vejo nada
coração
está vazio
a mente
está vazia
vou
indo
por ai
olhando rostos
paisagens
coloridas
sentido
o coração bater
deixando
tudo devagar esmaecer
sem pegadas
sem destino
sem estrada
na mala
palavras