22 de out de 2016

TUDO O QUE SOBROU DE MIM

eu
fiquei pelo
meu caminho
querendo
juntar
os restos
do meu coração
quebrado
na mala
sem espaço
tudo
o que sobrou
do que fui

eu
fiquei
tateando
meus escombros
meu espiríto
desvastado
pelo desamor
de amar
na mala
sem espaço
o que sobrou
do que fui

eu
parei
na beira
do abismo
no precipicio
do meu eu
e me atirei
sem a mala
e sem nada do restou
do que fui
do que pensei que eu era