22 de out de 2016

POETA

vim
da terra

do sulco
da terra

vim do sol
vim do sal

vim dos erros
que passaram

das mentiras
dos acertos

vim da água
dos germes

das sementes espalhadas

vim do choro
vim da alegria

vim de todas as saudades
vim da morte
vim da vida

vim dos pedaços
deixados ao longo da estrada

vim dos retalhos
das linhas

das esquinas
sou poeta
sou poesia