22 de out de 2016

COLAPSO

eu
me afastei
das pessoas
que eram poesia

que eram
minhas fontes
de inspiração

me afastei
das minhas mentiras
e ilusões

curei minha
insanidade de ver
aquilo que não existia

deixei
de lado os sorrisos
falsos
e todos os abraços vazios

a poesia
se fazia na minha loucura
nos meus gritos
vazios

em todas as pessoas
que não existiam