24 de out de 2016

A POESIA

a poesia
me salva
de mim

me salva
da loucura
que me persegue

me salva
das paixões
que me incendeiam

me salva
da morte
quando a morte
me ronda

a poesia
é meu vício
minha liberdade
minha libertação

ela contêm meu choro
sufoca meu grito
ameniza meu cansaço

a poesia
me aceita
sem crítica
sem medo
sem nojo
e como ela sou
quem sou

giz
que se apaga
nada
que se apega