2 de ago de 2016

PAPÉIS MANCHADOS

insisto
em escrever
em papéis
manchados

insisto
em olhar o céu
e ver
arco-íris
sem chuva

insisto
na mesmice
de procurar sorrisos
em rostos
por ai

ainda
feito tolo
insisto no amor
no pouco
amor
que ainda me resta

como se este amor
pudesse me salvar
de mim