3 de ago de 2016

INERTE

tudo
antes me movia
me fazia
correr
voar
querer ir

eu ia
solto
leve
disperso
feliz por estradas incertas
sem rastros
sem pegadas

tudo
antes
me acelerava
hoje
só vejo cinzas voando
por onde já voei
sem deixar rastros
sem deixar pegadas