28 de jul de 2016

RECLUSO

estou
recluso
de amores

ando
por ai
de peito vazio

sem nada
sem versos
sem poesia

sem olhares

ando
por ai
nas ruas antigas
de um lugar que não conheço mais

ando nu

sem deixar vestígios
sem deixar pegadas
sem deixar passado

nu
sem versos
sem poesia