31 de jul de 2016

PODEMOS

podemos
fugir

podemos
fazer amor ali
na esquina

podemos
voar
por tantos precipícios

podemos
deixar
nosso barco à deriva

nadar nus
em nosso mar
de emoções

podemos amar
apenas amar

podemos
ficar queitos
em nosso silêncio

 podemos
ser um
ou dois
ou nenhum