29 de jul de 2016

ONTEM

os filhos
de ontem
hoje são pais

as sementes
de ontem
hoje são flores

as flores de hoje
amanhã
de volta sementes

hoje poeta
amanhã
poesia
sem versos
nem rimas

tantos ontens
e amanhãs
que já se foram

tanto
que se viveu e se perdeu
e se foi
e se esvaiu