3 de nov de 2015

POR TI

por ti
tiro
meus escudos

me dou
me entrego
me rasgo

por ti
deixo
tudo
a vida
os sonhos
que um dia sonhei

por ti
me reinvento
renasço
me faço
viajo

sem perguntas
sem rascunhos

por ti
escrevo
nas minhas horas
vazias

e te busco
e te acho
e me dou

sem armas
sem escudos
coração nu
despido de pudores