27 de nov de 2015

DE TANTO TE QUERER


fui
além de mim
me desfiz
desnudei
perdi o medo
sensações
tormentos

de tanto te querer

fiz poesia
caminhei
por ai sem rumo
sem destino
peito aberto
pés no chão

de tanto te querer

dei meu coração
dei meus instantes
noites
sonhos
que há tempos
deixei
de sonhar

de tanto te querer