27 de nov de 2015

CALMA


acalma
a alma
os passos
a lentidão
apressada do tempo

calma
deixa o sentir
sentir
tudo o que vai
se esvai

acalma
deixa
fúria adormecida
deixa ir
o que não quer
mais ficar

calma
a vida acaba
e começa todos os dias
depois
que o sol se põe

acalma
a alma