25 de nov de 2015

AMANHECENDO

amanhecendo
e o café
no copo
frio
como eu
amargo
como o amor
que nem chegou
a ser bebido

amanhecendo
e a cama
lá no quarto
desfeita

teu corpo
nu
envolto
na minha solidão
porque já não te quis
porque já não te quero
porque depois
de tudo

amanhecendo