18 de ago de 2015

VULNERÁVEL

eu
sou
vulnerável
ao amor
que sinto

vulnerável
ao meu
sentir
aos meus sentimentos

perco
o rumo
me perco
deixo
que todo sentir
me leve

sou fraco
aos sorrisos
apáticos
como se eu
pobre coitado
pudesse
salvar
o mundo

sou fraco
vulnerável
me perco
neste carrossel
de sentimentos

me deixo
ir
e vou