15 de ago de 2015

TUA PELE

basta

eu tocar
tua pele
para que fogo
acenda

basta
eu olhar
tua pele
e minhas pupilas
dilatam

basta
eu imaginar
tua pele
nua
e sem pecado
para que mergulhe
nesta tua existência
sublime

tua pele
cada poro
desta tua pele
é êxtase

basta
eu apenas
sentir
no vento
o doce frescor
desta tua pele
e o arrepio
em minha pele se faz

não és tu
e esta tua pele