31 de ago de 2015

TODA POESIA

vou
viver
minhas poesias
vou
amar
sem medo
pra que
o medo
de amar

vou
escrever
besteiras
sem rimas
sem me preocupar
com nada

vou
deixar
as palavras
correrem
por mim

quero papéis
em branco
quero sorrisos
abraços
sinceros

vou
deixar
que a poesia
deixe mais amenos
meus dias

vou rasbiscar
paredes
o chão da minha rua
vou pintar
o céu
e a lua

vou viver
toda poesia
que existe em mim