27 de ago de 2015

TAMBÉM PASSARAS


estas
tuas
mesmices
estes
teus
achismos
e estas
tuas
tantas
incertezas
este
teu amor
que me negas
por prazer
te
falta
o que
me sobra
em mim
manhãs
em ti
noites
sem lua
estas
tuas
ruas vazias
e estas
minhas avenidas
estes
teus gritos
e meus sussurros

não me importo
mais
teu céu sem sol
e meu sol
guardado
de ti
estas tuas
chuvas
espelho sem reflexo
passos
sem rastros
logo mais
também passaras
por mim
sobre mim