16 de ago de 2015

RESTARÁ NADA

o
que restará
amanhã
deste
teu belo
rosto

será
que tua beleza
ficará
será
que com ela
sua alma
irá se desintegrar

o
que ficará
deste
teu silêncio
e desta
tua imagem
perfeita

será
que os portas-retratos
suportaram
tua ausência
de beleza

o
que ficará
dos olhos
macios
e da pele de seda

serás
apenas
fotografias
da saudade
que jamais será sentida