6 de ago de 2015

REFLEXOS

teu corpo
refletido
em meu corpo

teu gosto
em minha boca

tua essência
em mim

plenitude
do sentir

teu corpo
em meu corpo
cansado

teu reflexo
insinuações

tuas águas
que jorram
dos teus jarros

teu corpo
assim
ainda que leve
de asas

teu corpo
sonho
de tantos
delírios contidos

canetas
papéis
teus copos de vinhos
tuas taças
vazias

e mais uma vez
tudo se vai
de tudo de ti
nada fica

reflexos